Notícias

Cáritas Brasileira Regional Minas Gerais volta a compor o Conselho Estadual de Economia Popular Solidária

O Conselho Estadual de Economia Popular Solidária (CEEPS), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese), elegeu hoje os seis representantes da sociedade civil que comporão o órgão no biênio 2017/2018. O CEEPS é bipartite e paritário, com a participação de seis representantes da sociedade civil – de empreendimentos e de apoio à economia popular solidária – e seis do governo.

Segundo Renato Siqueira, diretor de Apoio à Participação Social da Sedese, o CEEPS é a instância máxima no Estado para deliberar e consolidar a política de economia popular solidária. Além do movimento de economia popular solidária (EPS), existem ainda em Minas os fóruns regionais e os conselhos municipais de EPS.

O processo eleitoral foi aberto em fevereiro deste ano com a publicação de edital com as datas e regras para a escolha dos novos representantes. Ao todo, foram habilitadas 19 entidades, das quais 12 se candidataram às seis vagas dentro do prazo previsto na publicação.

A escolha dos novos representantes ocorreu na Plenária do 7º andar da Casa de Direitos Humanos (CDH), órgão ligado à Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Social (Sedpac), na avenida Amazonas, 558, no centro de Belo Horizonte. A primeira chamada para a votação aconteceu às 9h30 e, a segunda, às 10 horas. O processo eleitoral se encerrou às 12 horas.

De acordo com Renato Siqueira, cada entidade presente votou em seis outros empreendimentos, sendo eleitos os que tiveram maior votação. “As entidades que não foram escolhidas ficam em um banco de reserva para comporem o CEEPS em caso de vacância durante o mandato de dois anos”, explicou.

Em siatema de rodízio com a sociedade civil, o subsecretário de Trabalho, Emprego e Renda da Sedese, Antônio Roberto Lambertucci, é o atual presidente do CEEPS, representando o governo. Têm assento ainda no órgão, conselheiros das secretarias de Estado da Fazenda; Agricultura, Pecuária e Abastecimento; e Planejamento e Gestão.

No entanto, com a Reforma Administrativa, que fundiu a antiga Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sede) à estrutura da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sects), criando a Sedects (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior), haverá a necessidade de mudança na lei que criou o CEEPS para a abertura nova composição no órgão.

Como representantes da sociedade civil organizada, foram eleitos hoje as seguintes entidades:
– RedeSol – Cooperativa Central Rede Solidária de Trabalhadores de Materiais Recicláveis de Minas Gerais;
– REMEEPS – Rede Mineira de Educadores em Economia Popular Solidária;
– Cáritas Brasileira Regional Minas Gerais
– COONARTE – Cooperativa de Confecção e Arte
– NESTH/UFMG – Núcleo de Estudos sobre o Trabalho Humano da Universidade Federal de Minas Gerais
– Courosin Indústria e Comércio Ltda.

Fonte: http://social.mg.gov.br/component/gmg/story/4642-ceeps-elege-representantes-da-sociedade-civil-para-a-composicao-do-orgao

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

.