Notícias

Conceição do Mato Dentro vai às ruas contra a Reforma da Previdência

“Aposentadoria fica, Temer sai”, assim cerca de 200 pessoas de Conceição do Mato Dentro saíram às ruas nesta quinta-feira para lutar contra a retirada de direitos trabalhistas propostas pelo governo Temer. Professores, estudantes, servidores municipais, representantes de sindicatos rurais, trabalhadores rurais e famílias atingidas pela mineração disseram não a “reforma” da previdência e exigiram do poder público e da câmara municipal o posicionamento contrário à medida.

Durante o ato foi entregue uma carta da população aos vereadores exigindo que seja enviado uma solicitação à câmara dos deputados para que os mesmos votem contra a reforma da previdência, além de retirar de tramitação a PEC 287.

Confira abaixo a carta enviada aos vereadores.

IMG_1286

 

Conceição do Mato Dentro, 23 de março de 2017

À Câmara Municipal de Conceição do Mato Dentro

Senhores vereadores,

Os cidadãos e cidadãs presentes neste dia nas ruas de Conceição de Mato Dentro, em luta contra a Reforma da Previdência (PEC 287), vem a publico pedir que a Câmara Municipal se some às mobilizações e se posicione contra esta proposta do governo federal.

Consideramos que esta reforma é na verdade um DESMONTE da previdência, pois estabelece critérios absurdos para o direito à aposentadoria! E o povo está mostrando nas ruas, por meio de greves, paralisações e grandes manifestações por todo o país a sua insatisfação em relação essa proposta.

Gostaríamos de ressaltar que a qualidade de vida em nosso município vai piorar se esta reforma passar. Conceição possui uma extensa zona rural e uma de suas principais atividades econômicas é a agricultura familiar. Todos (as) sabemos o quanto é penoso e difícil sobreviver da produção agrícola, ainda mais com as condições atuais de falta de água na região e dificuldades de acesso às políticas publicas. Além disso, nossas mulheres, já penalizadas com a falta de direitos e sobrecarregadas pelo trabalho doméstico, serão as mais prejudicadas se esta reforma for aprovada. Já pararam para pensar também em nossos professores? Como conseguirão trabalhar 49 anos dentro de salas de aula, sem adoecer? Toda a educação publica ficará prejudicada com a piora das condições de trabalho dos profissionais da educação.

Nossa cidade também vem enfrentando altos índices de desemprego. Os empregos na região tem sido cada vez mais temporários e precarizados. Com essa situação, como os trabalhadores conseguirão contribuir com o INSS? Essas pessoas simplesmente não irão aposentar! E isso causará inúmeros problemas sociais para nossa cidade. Não podemos deixar esse retrocesso acontecer!

É por isto que reafirmamos a necessidade da Câmara Municipal se somar às manifestações e pedimos que seja encaminhada uma solicitação para a Câmara dos Deputados para que os mesmos votem CONTRA a reforma e suspendam a tramitação da PEC 287.

Todos contra a Reforma da Previdência!

Nenhum direito a menos!

 

IMG_1227 IMG_1423 IMG_1265 IMG_1254IMG_1429IMG_1204

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

.