Notícias

Minas Gerais se prepara para o Grito dos Excluídos 2018

Atividades preparatórias animam a construção do Grito em todo estado.

Minas Gerais está se preparando para fazer ecoar com força e determinação seu Grito dos Excluídos 2018 contra todas as injustiças. Em sua 24ª edição, o Grito dos Excluídos tem como lema “Desigualdade gera violência. Basta de privilégios!” e vem sendo construído por um processo participativo e popular, que integra pessoas, grupos, entidades, igrejas e movimentos sociais comprometidos com as causas dos excluídos.

A Cáritas Regional Minas Gerais tem participado de atividades de preparação do Grito em diversas regiões do estado. Promovendo a vida e anunciando a esperança de um mundo justo, o Grito dos Excluídos caminha no sentido de valorizar e construir ações a fim de fortalecer e mobilizar a classe trabalhadora, os povos indígenas e os quilombolas nas lutas populares, denunciando a estrutura opressiva e excludente da sociedade e do sistema capitalista.

Saiba AQUI mais informações e acesse os materiais do Grito dos Excluídos 2018.

Acompanhe como está a preparação para o Grito dos Excluídos 2018 em algumas dioceses e arquidioceses de Minas Gerais:

Belo Horizonte

No dia 4 de agosto, as pastorais,  movimentos e organizações sociais participaram de seminário em preparação para o Grito dos Excluídos, no Salão Paroquial da Igreja Nossa Senhora da Conceição do Pobres. A atividade contou com a presença do professor Robson Savio, que realizou uma exposição sobre a Democracia e a Constituição Brasileira.

Durante o seminário, os participantes debateram os principais temas apontados na exposição do professor, tais como democracia, desigualdade, privilégios e violência. Além disso, foram discutidas as propostas para o ato público do Grito, que acontecerá dia 7 de setembro, na capital mineira.

A próxima reunião de organização está agendada para o dia 21 de agosto, às 19h, no centro da capital, local ainda a ser divulgado.

Veja AQUI mais informações sobre o Grito dos Excluídos em Belo Horizonte.

Teófilo Otoni

No dia 6 de agosto, na casa dos movimentos populares aconteceu a 2º reunião preparatória para o Grito dos Excluídos da diocese de Teófilo Otoni, estiveram presentes diversas lideranças comunitárias, pastorais e sindicais. As lideranças definiram ações para o dia 7 de setembro, como uma forte mobilização para que todas as formas de privilégios sejam combatidas e que todos tenham seus direitos garantidos.

O terceiro encontro preparatório foi realizado ontem, no dia 13 de agosto, na Casa dos Movimentos Populares. Com um caráter formativo, a atividade promoveu o estudado da temática do Grito dos Excluídos em 2018, além da discussão sobre as ações que devem ser realizadas, como rodas de conversas, visitas e articulações. A Cáritas Diocesana de Teófilo Otoni promoveu a assessoria durante o encontro, além de divulgar junto às paróquias e às pastorais da diocese.

Confira AQUI mais informações sobre o Grito dos Excluídos e sobre a Cáritas Diocesana de Teófilo Otoni.

Januária

Com a presença de representantes das pastorais sociais, da Comissão Pastoral da Terra (CPT), do Conselho Pastoral dos Pescadores (CPP), do Conselho Indigenista Missionário (CIMI), de associações quilombolas e de agricultores familiares, dos sindicatos de trabalhadores rurais, das escolas família agrícola, de universidades, agentes da Cáritas e outros, no final de julho, dia 31, foi realizada a primeira reunião em preparação para o Grito na diocese de Januária.

Durante a atividade, foi elencado os principais gritos da região que devem ecoar na manifestação do dia 7 de setembro, entre eles: a defesa de uma educação pública e de qualidade, de uma educação no campo, dos direitos humanos, dos povos tradicionais e da democracia, bem como a luta pela agroecologia, pelo meio ambiente, pelo acesso à terra e ao território, pelo acesso dos povos tradicionais às políticas públicas, pelo fim da violência contra a mulher, entre outros.

No dia 6 de agosto, as organizações e movimentos sociais voltaram a se reunir para a segunda reunião em preparação do Grito. Na oportunidade, foi discutido como será a mobilização dos municípios da diocese na manifestação, além de definidas algumas atividades para o dia do Grito.

Acompanhe AQUI mais informações sobre o Grito dos Excluídos e sobre a Cáritas Diocesana de Januária.

São João Del Rei

No final de julho, dia 28, foi realizada a primeira reunião de organização do Grito, no Salão Irmão Sol. Participaram da reunião representantes de diversos movimentos sociais, de universidades, de sindicatos, de pastorais sociais e de outras religiões.

Durante a reunião, foi acordado um calendário de atividades formativas em preparação para a manifestação do Grito, no dia 7 de setembro. A segunda reunião preparatório foi realizada no último sábado, dia 11 de agosto, com o tema Basta de Privilégios, também no Salão Irmão Sol. A próxima reunião acontece dia 25 de agosto, no mesmo local.

Saiba AQUI mais informações sobre a preparação do Gritos dos Excluídos em São João Del Rei e participe!

 

Com informações de Laísa Campos, da Cáritas Regional Minas, Alencar Freitas e Nívea Martins, comunicadores populares da rede Cáritas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

.