Notícias

A Presidência da Cáritas Brasileira emite nota de solidariedade à comunidade de Brumadinho (MG)

 

Com profunda tristeza, a Cáritas Brasileira manifesta indignação pelo crime ocorrido e expressa pesar pelas pessoas e natureza atingidas pela lama dos rejeitos da barragem Mina do Córrego do Feijão, da mineradora Vale, em Brumadinho (MG). Essa desconsolação se amplia, pelo fato de, há três anos, em Mariana (MG) ter sucedido o mesmo fato.

No caso de Mariana, a Cáritas Regional Minas Gerais vem dando apoio e assessoramento técnico às famílias atingidas, nesse momento já são mais de 900 cadastradas esperando reparação total pelos danos. Para que tais injustiças e crimes não se repitam faz-se urgente que, nesse contexto de Brumadinho, desde o princípio, o Estado Brasileiro com seus órgãos e representantes não se omitam na garantia de todos os direitos e limitem, via fiscalização, a exploração desmedida e inconsequente em territórios que colocam em risco a vida humana, a fauna, a flora e os recursos hídricos.

A Cáritas Brasileira e suas 183 entidades-membro, espalhadas por todo o Brasil, demostram sua indignação com os fatos e expressa solidariedade às famílias atingidas.

Que o Deus da vida e da esperança fortaleça a todos que vivem a angustia da busca por familiares desaparecidos, ou que sofrem a perda irreparável de seus entes queridos.  Pedimos por intercessão de Nossa Senhora Aparecida o consolo.

DOM JOÃO JOSÉ COSTA
Presidente da Cáritas Brasileira 

IRMÃ LOURDES MARIA STAUDT DILL
Vice-Presidente da Cáritas Brasileira                                       

LUIZ CLÁUDIO LOPES DA SILVA
Diretor-Executivo Nacional da Cáritas Brasileira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

.